Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Estações Experimentais, Flutuantes e Bases de Pesquisas do INPA

Última atualização em Segunda, 04 de Setembro de 2017, 17h42 | Acessos: 67

 

Estações Experimentais

 

Estação Experimental de Silvicultura Tropical

Situada no Km 43 da BR-174, possui 21.000 ha. Juntamente com a Reserva Ducke, é a área onde maior número de estudos ecológicos tem sido realizado, sendo uma área de demonstração do sistema de manejo florestal sustentado proposta pelo Instituto que objetivam a produção florestal sustentada e os conhecimentos essenciais para a recuperação de áreas degradadas na região. Na Estação de Silvicultura estão instalados os experimentos de silvicultura mais antigos da Amazônia. As espécies são estudadas quanto ao crescimento em diferentes condições de plantio, de solo e eventual ocorrência de pragas ou doenças e o respectivo controle.

Estação Experimental Dr. Alejo Von Der Pahlen – Hortaliças

Localizada na AM-010, Km14, possui uma área de 10 ha. Em terra firme. Nessa estação as pesquisas são essencialmente com conservação de hortaliças regionais e melhoramento genético.

Estação Experimental do Ariaú

Localizada no município de Iranduba, a 30 Km de Manaus, estação típica de área alagáveis (várzea) possui 100 há. Os trabalhos são essencialmente desenvolvidos com hortaliças anuais e espécies frutíferas de várzea. Nesta Estação possuem ensaios de Camu-Camu arbustibo (Myrciaria dubia) e Camu-Camu arbóreo (Myrciaria floribunda), cultivados em várzea alta do Rio Solimões, Iranduba/AM".

 

Estação Experimental de Fruticultura Tropical

Vizinha à Estação Experimental de Silvicultura Tropical, mantém um banco de germoplasma de frutos tropicais em seus 50 há, com os seguintes experimentos e coleções de plantas: Coleção de pupunheira para o palmito - 3 há, Coleção de Camu-Camu para terra firme - 4 há, Experimento de palmito para produção de palmito e Experimento de seleção de plantas matriz de Camu-Camu.

 

Bases de Pesquisas

 

Base de Pesquisa do Programa LBA/INPA - ZF2

A Base de Pesquisa do LBA fica localizada no km 34 da estrada ZF-2 que, por sua vez, inicia-se à esquerda da BR-174 (Manaus Boa Vista). Formalmente, a Base faz parte da Reserva do Cuieiras do INPA, situada a 80 km ao norte de Manaus-AM.

Na base de estudo do Programa INPA/LBA, realiza pesquisas científicas com química da atmosfera e fluxo de gases, comparando clima e floresta, além dos trabalhos com hidrologia e biodiversidade.

Na altura do Km 14 e Km 34 dessa vicinal, existe duas torres de pesquisas, toda instrumentada, onde são realizados estudos sobre o clima e a floresta através de análise de gases da atmosfera.

 

Base do Manejo Florestal - ZF2

Floresta tropical úmida de terra firme, estrada-vicinal ZF-2, dentro da Estação Experimental de Silvicultura Tropical. A Base encontra-se a aproximadamente a 50 km ao norte de Manaus compreende uma área não perturbada, com vegetação primária de terras baixas e abriga a Bacia do Igarapé Asu a 02º 36’ 32,67’’ S e 60º 12’ 33,48 O’’. Dos 21 mil ha pertencentes ao INPA, mais de 2 mil hectares são ocupado pela Base do Manejo Florestal, onde são desenvolvidos trabalhos de pesquisa em transectos N-S (km-34) e L-O (km-30), um grande quadrado (km-19), e as áreas do blowdown ao longo do Km 14 ao Km 45 da ZF-2. Localizada na BR 174 km 50, vicinal ZF-2 Km 23, A Base também é utilizada como suporte para vários segmentos de pesquisas do Instituto.

        

Na área de ensino em nível de pós-graduação, a Base tem servido para o desenvolvimento de dissertações e teses não só de alunos vinculados ao Laboratório de Manejo Florestal - LMF, como também de outros laboratórios e até mesmo de outras instituições.

 

Bases Flutuantes

 

Base de Apoio Flutuante Tarumã

Localizado na Estrada da Ponta Negra, Marina do Davi. Serve como suporte para as atividade de pesquisa no meio aquático. A infraestrutura conta alojamentos, barcos e motores de popa.

 

Base de Apoio Flutuante Catalão

Situa-se na Comunidade Nossa Senhora de Aparecida, no município de Iranduba, no Lago do Catalão. Também funciona como suporte para várias atividades relacionadas a água, conta com equipamentos e transporte marítimo

Fim do conteúdo da página