Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Inpa permanece coletando embalagens para o programa nacional de reciclagem

  • Última atualização em Segunda, 05 de Dezembro de 2016, 14h03
  • Acessos: 2483

A campanha Recicle: ajude uma Escola! permanece coletando escovas e embalagens de creme dental, além de esponjas de cozinha. Os interessados devem procurar um coletor mais próximo nos três campi do Inpa

 

 

Da Redação - Ascom Inpa

 

Esponjas usadas, escovas de dentes e tubos de creme dental que não têm mais utilidade agora podem ganhar novo destino. O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), por meio do Laboratório de Psicologia e Educação Ambiental (Lapsea), está coletando esses materiais que serão reciclados e transformados em novos produtos. Como resultado da ação, uma escola de educação infantil receberá uma ajuda financeira.

 

De acordo com o Lapsea, de junho a novembro de 2016 foram recolhidos, embalados e enviados para a Terracycle 28 quilos da brigada de saúde bucal – sendo 7 kg de escovas de dentes, 6 kg de embalagens de creme dental e 15 kg de tubos de creme dental – e 3 kg da brigada de esponjas (esponjas de uso doméstico).

 

A campanha faz parte do Programa Nacional da Scotch-Brite que se juntou à TerraCycle para criar um programa de reciclagem de esponjas de limpeza de uso doméstico e de escovas de dentes e suas respectivas embalagens.

 

Com o tema “Recicle: ajude uma escola”, o Lapsea disponibiliza vários pontos de coleta nos três campi do Inpa para receber esponjas, escovas de dentes, tubos de creme dental e as embalagens desses produtos. Para cada unidade de resíduo enviada, o Instituto receberá dois pontos que equivalem a R$ 0,02. O valor arrecadado será revestido em doações para uma escola no bairro Coroado a ser escolhida pelo Inpa.

 

De acordo com a coordenadora do Lapsea, a pesquisadora do Inpa e doutora em Antropologia Social, Maria Inês Gasparetto Higuchi, a campanha é permanente e envolve as coordenações, os laboratórios e voluntários, que são os “brigadistas” na divulgação, estimulação e manutenção do evento.

 

“Quanto mais material enviarmos às instituições promotoras maior será o crédito dado a uma escola de educação infantil”, diz a coordenadora do Lapsea.

 

Higuchi lembra nos coletores não deve ser colocado nenhum outro resíduo. “Mostre que você também está preocupado com o planeta e contribuindo para a qualidade de vida social”, destaca.

 

Mais informações podem ser obtidas no Lapsea com Fernanda ou Solange - 92 3643-3290 /3643-3376.

registrado em:
Fim do conteúdo da página