Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Inpa recebe workshop para discutir conservação de florestas e mercado de carbono

  • Última atualização em Terça, 14 de Fevereiro de 2017, 16h37
  • Acessos: 2210

O workshop visa também contribuir na formação de um grupo que ajudará o governo brasileiro a cumprir os compromissos assumidos em Paris durante a COP 21

Da Redação – Ascom Inpa

Fotos: Acervo Hdom

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), em Manaus (AM), receberá de 13 a 17 de março o “Workshop REDD+ Amazônia – Do desenvolvimento à implantação”. O objetivo é desmistificar os projetos de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+) e envolver mais pessoas na discussão sobre mecanismos de conservação de florestas.

O evento será realizado na Estação Experimental de Silvicultura Tropical do Inpa, situada no Km 43 da BR-174. É uma iniciativa da Hdom Engenharia e Projetos Ambientais e do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora). A Hdom é uma empresa que ficou incubada no Inpa de 2012 a 2014 e hoje está graduada atuando no mercado com seus próprios recursos, mas que ainda está no raio de atuação da Incubadora de Empresas do Inpa, tendo os seus resultados acompanhados pela instituição.

SitefotoHdom

Conforme os organizadores, o workshop é destinado a desenvolvedores de projetos de carbono, financiadores e investidores, representantes do governo, prestadores de serviços do setor florestal e de empreendimentos de manejo florestal, proprietários de florestas, professores universitários, brokers e retailers, profissionais envolvidos em padrões de validação, verificação do mercado voluntário e organismos de certificação, além de estudantes das áreas ambiental e florestal.

A programação contemplará conteúdos relacionados às causas da mudança climática e suas consequências; o funcionamento do mercado de carbono, elaboração de projetos de REDD+ e sua implementação, entre outros. O workshop visa também contribuir na formação de um grupo que ajudará o governo brasileiro a cumprir os compromissos assumidos em Paris durante a COP 21.

Segundo Francisco Higuchi, um dos facilitadores do workshop e diretor técnico da Hdom Engenharia e Projetos Ambientais, os projetos de REDD+ transformaram-se em uma alternativa para ganhar dinheiro fazendo pouco, o que tem prejudicado o mercado de carbono, porque afasta a confiança dos investidores.

“O manejo florestal para projetos de carbono deve ser uma tomada de decisão com base em informações fundamentadas, auditáveis, replicáveis e com rastreabilidade mais precisa possível”, diz. “Para isto, são necessários estudos com muita qualidade de mensuração de carbono. Só assim se conquista a credibilidade do mercado. É o que queremos mostrar durante o curso”, acrescenta Higuchi.

SiteFotoAcervoHdom

O workshop tem carga horária de 57 horas e oferece 20 vagas. Informações e inscrições podem ser obtidas no endereço www.imaflora.org.br.

Sobre o REDD+

O REDD+ é um instrumento desenvolvido no âmbito da convenção-quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês) para recompensar financeiramente países em desenvolvimento por seus resultados relacionados à atividades de: redução das emissões provenientes de desmatamento; redução das emissões provenientes de degradação florestal; conservação dos estoques de carbono florestal; manejo sustentável de florestas; e aumento dos estoques de carbono florestal.

Os mecanismos de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+) conquistaram um importante espaço na discussão internacional sobre o aquecimento global. Entretanto, ainda não se estabeleceram plenamente os mecanismos de governança necessários a promover reduções efetivas de desmatamento, benefícios à conservação da biodiversidade, benefícios sociais e respeito aos direitos de povos indígenas, dos agricultores familiares e das comunidades tradicionais.

registrado em:
Fim do conteúdo da página