Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Bem-Estar no Trabalho é tema da III Semana de Qualidade de Vida do Inpa

  • Última atualização em Terça, 11 de Abril de 2017, 17h44
  • Acessos: 2009

O evento, que em anos anteriores era destinado somente aos servidores, técnicos, pesquisadores e analistas de C&T, agora também será aberto ao público

 

Por Karem Canto – Ascom Inpa

Foto: Acervo Studio Marcella Laurentine

 

 SemanaQV Banner 746x423 01

 

Com o tema “Bem-Estar no Trabalho”, a III Semana de Qualidade de Vida dos Servidores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) pretende informar ao servidor e à comunidade sobre como identificar o assédio moral no ambiente de trabalho e as ações que podem ser tomadas mediante o acontecimento. O evento acontecerá entre os dias 08 a 13 de maio no Instituto.

A III Semana faz parte do Programa Qualidade de Vida (PQV), iniciado em março de 2014, com o objetivo de promover ações de bem-estar e que estimulem a comunidade do Inpa a exercer hábitos saudáveis a fim de obter uma melhor qualidade de vida.

O evento, que em anos anteriores era destinado somente aos servidores, técnicos, pesquisadores e analistas de C&T, agora também será aberto ao público. Na oportunidade, além de serem discutidas e esclarecidas questões sobre ética e assédio moral no trabalho, outro assunto a ser mencionado para a boa qualidade de vida é sobre a alimentação saudável.

Para a presidente substituta da Comissão do PQV, a técnica Pollyanne Simas, que é engenheira de Segurança do Trabalho, a 3ª edição do projeto é de extrema relevância. “Muitas pessoas pensam que quando se fala em assédio moral está se referindo somente ao assédio sexual, comportamento sexual indesejado, que pode dar início com piadas de mau gosto ou brincadeiras inapropriadas”, diz Simas.

Segundo ela, o assédio moral tem vários aspectos que precisam ser conhecidos, inclusive os que envolvem comportamentos no trabalho. “Opressão, humilhação, imposição de poder, constrangimento, uso de palavras de baixo calão, cantadas e assim por diante são formas de assédio e de desrespeito”, destaca.

A programação da Semana de Qualidade de Vida inclui ainda as palestras “Como se alimentar bem fora de casa” e “Benefícios da atividade física”, que serão ministradas, respectivamente, pela pesquisadora do Inpa, a Dra. Dionísia Nagahama, que é nutricionista, e pelo educador físico, Ítalo Figueiredo. 

Durante a semana ainda serão realizadas, no dias 11 e 12 de maio, as oficinas Tecnologia do Pescado”; “Ecogastronomia: Comer bem sem gastar muito. O bom, limpo e justo”; e “Conhecimento sobre o poder mental: em busca de uma vida mais saudável e produtiva”, além da tradicional EcoCaminhada, no dia 13 de maio (sábado), no Bosque da Ciência.  

"As inscrições para as oficinas e para a EcoCaminhada já estão abertas e vão até o dia 31 de abril. As oficinas são gratuitas e abertas ao público em geral, porém, para a oficina de  “Tecnologia do Pescado” é necessário o valor de R$ 20, e para a oficina “Ecogastronomia: Comer bem sem gastar muito - O bom, limpo e justo”, o valor será de R$ 30, ambos para custear o valor do material. Os interessados poderão acompanhar a programação e realizar sua inscrição através do link https://www.doity.com.br/iii-semana-de-qualidade-de-vida-do-inpa".

De acordo com Simas, as atividades do evento são gratuitas, porém, em colaboração ao Ato Solidário, que acontecerá após o encerramento da III Semana de Qualidade de Vida, a Comissão solicita aos participantes que levem 1kg de alimento não perecível no dia da Oficina e da EcoCaminhada.

 SiteFotoArtecircenseStudioMarcellaLaurentine

A Semana de Qualidade de Vida contará com a participação do Studio de Dança e Arte Circense Marcella Laurentine, que fará uma demonstração, no intervalo da EcoCaminhada, do trabalho com tecido acrobático, prática que integra dança, teatro, concentração e outras formas de expressão que permitem que a pessoa desenvolva movimentos com leveza e elegância. A atividade acontecerá na área do Lago Amazônico, utilizando árvores do entorno.

Sobre as Oficinas

Oficina 1 “Tecnologia do Pescado”, – consiste na elaboração de produtos de peixe com ênfase em processamento e conservação de peixes de piscicultura. Os participantes poderão difundir e aplicar técnicas que venham contribuir com a manutenção do pescado durante seu processo de armazenamento e comercialização. A oficina será ministrada pelo pesquisador Dr. Nilson Carvalho e terá carga horária de 8 horas. Será realizada dia 11/05, no horário de 8h às 12h e 14h às 18h, no Laboratório de Tecnologia do Pescado, campus III (V8).

Oficina 2 “Ecogastronomia: Comer bem sem gastar muito. O bom, limpo e justo”-o objetivo é estimular os participantes a pensar sobre a cozinha de forma mais sustentável visando a saúde do homem e do planeta, utilizando alimentos regionais e PANC (Planta Alimentícia Não-Convencional) nas preparações culinárias. A oficina será coordenada pela pesquisadora Dionísia Nagahama e ministrada por Fabíola Borges, da empresa As Clarissas e membro do SlowFood. Terá carga horária de 4 horas. Será realizada dia 12/05, no horário de 14h às 18h, no Laboratório de Alimentos e Nutrição, campus I.

Oficina 3 “Conhecimento sobre o poder mental: Em busca de uma vida mais saudável e produtiva”- o intuito é proporcionar ao participante um conhecimento básico sobre o cérebro e a mente, e como usá-lo em benefício próprio. A oficina será coordenada pelo Pesquisador Dr. Luiz Antonio Oliveira, que apresentará exercícios de relaxamento, técnicas de como armazenar conhecimentos de forma mais eficaz e como controlar o subconsciente para evitar o estresse. Terá carga horária de 3h30min com emissão de certificado digital. Será realizada dia 12/05, no horário de 8h30min às 12h, no Auditório do Bosque da Ciência.

Será emitido certificado digital a todos os participantes.

Sobre a EcoCaminhada

A EcoCaminhada do Inpa acontecerá no dia 13 de maio (sábado), no Bosque da Ciência. Neste ano, o percurso iniciará no restaurante do Inpa (Campus 1), passando pela Trilha Suspensa, percorrendo o Paiol da Cultura e Lago Amazônico, onde acontecerá uma parada, no Chapéu de Palha, para a realização de exercícios funcionais e zumba; em seguida, subirá pela trilha do peixe-elétrico, passando pela Casa da Ciência, tanques do peixe-boi, Laboratório de Mamíferos Aquáticos, retornando ao restaurante. O percurso total será de 2,5 quilômetros.

“Nesta edição, além dos exercícios funcionais e zumba para adultos, também teremos atividadeskids.A comunidade poderá aproveitar a beleza natural e a manhã de sábado para trazer a família. Será um grande momento de lazer”, diz Simas.

A EcoCaminhada terá o acompanhamento dos profissionais de educação física Ítalo Figueiredo, da Academia EcoTraining, e de Mirna Miyamoto, técnica do Inpa. No dia da caminhada, os participantes deverão estar trajando roupas leves, calçado fechado. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página