Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Camerata de Ukulelê de Manacapuru se apresenta no estande do Inpa na SBPC, MG

  • Última atualização em Quarta, 19 de Julho de 2017, 12h55
  • Acessos: 1135

Ministro em exercício de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Elton Zacarias, acompanhou a apresentação dos jovens de Manacapuru, que foram bolsistas de iniciação científica do projeto Construindo Instrumento Musical com Madeiras da Amazônia – Ukulelê

 

Da Redação – Ascom Inpa

Foto: Herivelto Batista - MCTIC

 

Ao som da Camerata de Ukulelê, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTIC) levou um “aperitivo” da Amazônia para a 69ª Reunião Anual da Sociedade Brasileiro do Progresso da Ciência (SBPC). O maior evento de divulgação científica da América Latina acontece até o próximo sábado (22), na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com a participação de pesquisadores do Inpa em congressos, palestras, conferências e exposições.

 

A apresentação da Camerata aconteceu no estande do Inpa na manhã desta segunda-feira (17), com a presença do ministro em exercício de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Elton Zacarias, que abriu junto com parceiros os trabalhos da Exposição de Ciência e Tecnologia (ExpoT&C), mostra paralela à SBPC.

 

SBPCUkuleleFotoHeriveltoBatista

 

Fruto de um projeto de iniciação científica do Inpa, em Manacapuru (município a 68 quilômetros de Manaus), a Camerata é mais uma prova de que é possível obter produtos da floresta de forma sustentável e com alto valor agregado. Os jovens construíram os próprios instrumentos (ukulelê) com madeiras caídas naturalmente da floresta e resíduos de serraria, e depois aprenderam a tocar, formando a Camerata de Ukulelê.

 

O projeto é coordenado pela pesquisadora do Inpa, Claudete Catanhede, do Laboratório de Engenharia e Artefatos de Madeira (Leam), onde testa tecnologias e dá usabilidade diversa à madeira da Amazônia. Construindo Instrumento Musical com Madeiras da Amazônia – Ukulelê foi iniciado em 2013 com o apoio do Laboratório de Manejo Florestal (LMF/ Inpa).

 

Na oportunidade, o diretor do Inpa, Luiz Renato de França, fez uma apresentação institucional ao ministro, além de relatar os trabalhos de grandes projetos de pesquisas do Instituto. Entre eles o Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera da Amazônia (LBA/ INPA/ MCTIC), o AmazonFace, o projeto Peixe-Boi da Amazônia que já devolveu 13 animais à natureza e o Observatório de Torre Alta da Amazônia (Atto, na sigla em inglês). A Atto é a primeira e maior torre de pesquisa ambiental da América do Sul, com 325 metros de altura.

 

“Em nosso estande, temos obras importantes em várias áreas, exposição de óleos essências com demonstração de diferentes fragrâncias e com informações dessas espécies aromáticas da Amazônia, a exemplo do pau-rosa. Estamos com uma programação muito interessante”, contou a coordenadora de tecnologia social do Inpa, Denise Gutierrez.

 

 

Ukulele 1 SBPC17 Foto Herivelto Batista MCTIC 

 

Diálogos com o MCTIC

 

Na tarde desta segunda-feira (17), dentro da programação “Diálogos com o MCTIC” o gerente operacional da torre Atto pelo lado alemão, o pesquisador Stefan Wolff, fará uma palestra sobre as experiências iniciais na torre Atto, projeto em parceria dos governos brasileiro e alemão. Fincada no meio da maior floresta tropical contínua do planeta, a Torre Atto está localizada a 150 quilômetros em linha reta de Manaus, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã, na região do município de São Sebastião do Uatumã.

 

“Instalada numa área de ambiente pristino, livre de qualquer tipo de poluição, a torre coletará dados precisos sobre a interação da floresta amazônica e a atmosfera”, disse Wolff. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página