Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Manaus participará pela primeira vez do “Desafio Natureza nas Cidades 2018”

  • Última atualização em Segunda, 16 de Abril de 2018, 10h37
  • Acessos: 447

Estima-se que neste ano sejam registradas mais de 500 mil fotografias por pelo menos 10 mil participantes. Serão 65 cidades do mundo competindo para ver quem registrará mais plantas e animais

 

Da Redação - Ascom Inpa e Assessoria do Desafio

Fotos: Acervo Werneck, Desafio Natureza nas Cidades e Anselmo d’Affonseca

 

Envolver e atrair o maior número de pessoas a “compartilhar” a natureza da cidade, fotografando e enviando para a plataforma iNaturalist imagens de animais, plantas e outros organismos. Este é o objetivo principal do “Desafio Natureza nas Cidades 2018” ou City Nature Challenge, que acontece pela primeira vez em Manaus entre os dias 27 e 30 de abril. A capital do Amazonas é uma das 65 cidades do mundo participante evento.

 

 

Estima-se que neste ano sejam registradas mais de 500 mil fotografias por pelo menos 10 mil participantes de várias partes do mundo. Os registros contendo nomes e localidades das espécies serão imediatamente depositados no Sistema Global de Informação sobre Biodiversidade, em inglês “Global Biodiversity Information Facility”, uma organização internacional dedicada à disponibilização de dados sobre biodiversidade.

 

 

 

citynaturechallengeportal

 

“Seria impossível para os cientistas investigar todos os bairros e ruas de Manaus, por esse motivo o apoio do público é imprescindível”, explica a coordenadora do evento, em Manaus (AM), a bióloga e doutora em Ecologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), Helena Aguiar, que também conta com a colaboração da pesquisadora Fernanda Werneck, embaixadora do evento na capital amazonense.  

      

Para Aguiar, que estuda o gavião-real, Manaus está inserida no coração da Amazônia, numa área repleta de biodiversidade, mas, ainda assim, os habitantes não deixam de estar em uma das maiores metrópoles brasileiras e, por este motivo, nem sempre estão atentos às maravilhas da natureza.  

 

A ecóloga explica que um dos objetivos do “Desafio Natureza nas Cidades” é reconectar as pessoas à natureza presente nas cidades, empoderando o conhecimento e a valorização da biodiversidade local, além da integração de pessoas apaixonadas pela natureza. “Neste aspecto a ciência cidadã é essencial, pois empodera todas as pessoas para agir em prol da conservação de forma direta e ativa”, destaca Aguiar.

 

Werneck espera contar com a adesão do público em todos os bairros com áreas verdes e parques da cidade. “Alguns pontos focais poderão ser alvo de grupos como o Bosque da Ciência do Inpa, uma área verde em pleno centro urbano da cidade de Manaus, mas a participação individual é muito importante”, destaca.

 

FernandaWerneckAcervopesquisadora

 

A pesquisadora do Inpa os efeitos das mudanças climáticas nos riscos de extinção e capacidade adaptativa das espécies de lagartos da Amazônia, do Cerrado e da zona de transição entre esses biomas. No ano passado, ela foi uma das 15 agraciadas na edição internacional da premiação Rising Talents. No ano anterior, Werneck venceu o prêmio Para Mulheres na Ciência, pela L'Oréal, juntamente com a Unesco e a Academia Brasileira de Ciências (ABC).

 

Com a atividade, a organização espera que a população orgulhe-se mais da biodiversidade de sua cidade, valorizando cada um dos seres vivos que habitam o ambiente urbano, conscientizando-se de sua importância, e entendendo um pouco mais sobre o importante trabalho dos cientistas em prol da conservação das espécies.

 

 

“Todos os cidadãos de Manaus poderão se envolver com este trabalho, tornando-se cidadãos-cientistas e participando do Desafio Natureza nas Cidades”, diz Aguiar. “A ciência cidadã tem como um dos seus pilares aproximar as pessoas da ciência e mostrar que todos podem contribuir mesmo em seus cotidianos e que a ciência é um bem comum de todos”, explica.  

 

 

Este ano, sete grandes metrópoles brasileiras estarão participando do Desafio, incluindo Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Campo Grande (MS), São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Florianópolis (SC).

 

 

Ação global

 

 

DesafioNaturezaCidades2018

 

A ação global convoca todas as pessoas, de qualquer idade, entusiasta e ativistas dedicados à conservação da natureza e aqueles que desejam um dia se tornar cientistas atuantes na área, além de curiosos e marinheiros de primeira viagem a observar, registrar e submeter as fotos entre os dias 27 de abril, às 12h01 (fuso horário local) e 30 de abril, às 23h59, na plataforma e aplicativo oficial do evento iNaturalist.

 

 

Os participantes do Desafio poderão ainda participar das identificações de todos os registros auxiliados por um time de voluntários da comunidade, entre os dias 1º e 3 de maio. Os resultados finais serão divulgados no dia 4 de maio. 

     

Sobre o Desafio

 

O Desafio Natureza nas Cidades (City Nature Challenge) foi inicialmente lançado em 2016 como uma iniciativa dos pesquisadores Lila Higgins, do Museu de Los Angeles de História natural (NHMLA), e Alison Young, da Academia de Ciências da Califórnia (CAS).

 

Em 2017, o evento alcançou 16 cidades participantes exclusivamente nos Estados Unidos, onde voluntários alcançaram impressionantes 125 mil registros de fauna, flora e outros organismos presentes em seus municípios.

 

Já em 2018, o Desafio Natureza nas Cidades inicia sua expansão se tornando um programa global. É lançado no Brasil graças à parceria entre os pesquisadores Lila Higgins e Alison Young com o pesquisador em Conservação da Biodiversidade e um dos maiores especialistas em Ciência Cidadã, o brasileiro Sandro Von Matter, ativista do Russell E. Trains Legacy Scholar.

 

Como participar?

 

Sauim de coleira foto Anselmo dAffonsecainpa

 

1. Primeiro encontre animais, plantas e outros organismo. Qualquer tipo de planta, árvore, orquídea, capins, entre outras, além de musgos, fungos, líquens ou qualquer tipo de animal (aves, mamíferos, répteis, anfíbios, peixes, moluscos, insetos, aracnídeos, vermes, protozoários), basicamente qualquer forma de vida nativa de sua região, incluindo evidências de vida selvagem (pegadas, conchas, penas, pelos e até animais mortos).

 

2. Tire uma foto do que encontrou. É essencial que você registre a sua descoberta com uma fotografia e, principalmente, anote o lugar exato de sua observação. O modo mais fácil é utilizando o aplicativo oficial, mas você pode também utilizar sua câmera fotográfica e subir as imagens e dados da localização do registro no portal iNaturalist.

 

 

3. Inclua suas observações na página de sua cidade. Faça o upload de suas observações na plataforma iNaturalist , durante os dias do evento (27 a 30 de abril). Acesse a aba cidades do site (www.desafionaturezanascidades.com.br) e envie seus registros diretamente pra a área exclusiva de sua cidade inscrita na competição. Você poderá enviar as suas imagens criando uma conta na plataforma de compartilhamento de dados do iNaturalist ou diretamente pelo smartphone através do aplicativo.

registrado em:
Fim do conteúdo da página