Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Museu na Floresta do Inpa realiza os dois primeiros cursos na Base Alto Cuieiras

  • Última atualização em Terça, 03 de Julho de 2018, 14h00
  • Acessos: 670

O Curso de Ilustração Científica é ministrado pela ilustradora Rosa Alves e o de História Natural por um especializado corpo de professores instrutores

Da Redação – Ascom Inpa

Foto: Museu na Floresta

 

Os primeiros dois cursos na recém inaugurada Base Alto Cuieiras do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) tiveram início nesta semana. Promovidos pelo projeto Museu na Floresta, o I Curso de Ilustração Científica – Desenhando Plantas e Bichos da Floresta segue até domingo (8) e o curso de História Natural vai até o dia 14 de julho.

Localizada em um conglomerado de áreas protegidas da Amazônia, a Base Alto Cuieiras foi inaugurada dia 08 de maio. O objetivo é desenvolver pesquisas, popularizar a ciência produzida pelo Inpa com atividade de turismo científico e capacitações para a observação e conservação da biodiversidade amazônica e a valorização da cultura dos povos tradicionais. No entorno da Base há seis comunidades tradicionais, cinco delas indígenas.

“Queremos que essa experiência se repita várias vezes, com a integração dos diferentes grupos nessa base que é uma das nossas áreas de visitação do Inpa”, destacou a coordenadora de Extensão do Inpa e vice-coordenadora do projeto Museu na Floresta, a pesquisadora Rita Mesquita.

 

SaidaBaseAltoCuieirasFotoMFINPA

 

O Museu na Floresta é uma parceria do Inpa com a Universidade de Quioto (Japão). Cada curso ofereceu 20 vagas. Além de alunos do Amazonas, como do Rio Purus, os cursos contam com participantes de outros estados, a exemplo do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

O I Curso de Ilustração Científica – Desenhando Plantas e Bichos da Floresta é ministrado pela ilustradora científica Rosa Alves, autora dos primeiros cadernos de ilustração científica em língua portuguesa.

No retorno a Manaus, Rosa Alves lançará na manhã do próximo dia 10 (terça-feira) o livro bilíngue “Ilustração Botânica/ Ilustración botánica”, que traz uma pesquisa inédita sobre história da ilustração botânica na Europa e na America Latina, além de oito técnicas, incluindo a ilustração digital, para a realização de desenhos in situ (conservação de recursos genéticos existentes em ecossistemas e habitats naturais) e em herbários.

História Natural

O curso de História Natural conta com a participação de professores e monitores distribuídos em seis eixos ou grupos de trabalho. São eles: aves, mamíferos, plantas, fungos, peixes e artrópodos. Durante o curso, cada eixo ficará responsável pela organização de uma ou mais atividades que resultarão em propostas (ou produtos) de atividades de turismo científico com enfoque na natureza.

Além de construir com os alunos propostas de atividades científicas que possam ser implementadas como atividades educativas e de turismo científico, o curso tem como objetivo também produzir informação sobre a biodiversidade da área e introduzir os ecossistemas amazônicos, a identificação de organismos, interações ecológicas e demais aspectos da "história natural”. Os participantes ainda poderão experimentar novas tecnologias para coleta de dados biológicos.

Serão professores no curso Alberto Vicentini, Flávia Santana, Mario Cohn-Haft, Noemia Ishikawa, Rita Mesquita, Charles Zartman, André Luis Sousa, Charles Zartman, Cintia Cornelius, Eduardo Prata, Fabricio Baccaro, Fernando Andriolli, Kota Onizawa, Marcelo Gordo e Ramiro D. Melinski.

registrado em:
Fim do conteúdo da página