Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Notícias

Roda de Conversa do Inpa discute nesta quarta-feira ciência e educação inclusiva

  • Última atualização em Quarta, 31 de Outubro de 2018, 09h23
  • Acessos: 435

O encontro é aberto a todos os interessados e acontece às 16h, na Sala de Estudos da Biblioteca

 

Da Redação - Inpa

 

Inspirada pela Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, cujo tema foi Ciência para a redução das desigualdades na Amazônia, a Roda de Conversa do instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) desta quarta-feira (31) colocará em pauta a ciência e a educação inclusiva, discutindo formas de decodificar o conhecimento e torná-lo mais simples e acessível à população.

O debate acontece às 16h, na sala de estudos da biblioteca do Inpa, com entrada pela rua Bem-te-vi, 2931, Petrópolis, zona Sul de Manaus. A atividade é gratuita e aberta a todos os interessados.

 

RodaDeConversaINPAOut18

 

Nesta edição, os debatedores convidados são a professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas (Faced/Ufam) Cláudia Guerra Monteiro e a educadora física da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) Floramara Machado, que trabalha com materiais recicláveis para desenvolver as capacidades cognitivas, motoras, físicas e sociais dos alunos.

Segundo a coordenadora de Tecnologia Social do Inpa, a doutora Denise Gutierrez, a linguagem e o ensino científico são, muitas vezes, tão direcionados para quem é do meio que acabam excluindo desse ambiente uma parte significativa da população. Para ela, traduzir esses conhecimentos de forma que fiquem ao alcance de todos é um dos desafios para quem trabalha na área.

“É muito importante para nós utilizarmos uma linguagem acessível, fácil, relevante para os diversos grupos sociais, para compartilhar com a população o nosso conhecimento, que muitas vezes é hermético e fechado”, ressalta Gutierrez, que é uma das articuladoras do evento.

A Roda de Conversa tem como público-alvo alunos, professores, servidores do Inpa e a comunidade externa ao Instituto. “Não há um público prioritário, o objetivo é alcançar o maior número possível de pessoas, que venham discutir conosco em um ambiente informal esse tema tão importante”, destacou Gutierrez.

registrado em:
Fim do conteúdo da página