Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Núcleos e Escritórios Regionais > Núcleo de Pesquisas do Acre - NPRR
Início do conteúdo da página

Núcleo de Pesquisas do Acre - NPRR

Última atualização em Terça, 24 de Março de 2015, 10h42 | Acessos: 2094

 

Histórico

Entre 1975 e 1979, o governo do Estado do Acre buscou expandir suas ações na área de ciência e tecnologia e escolheu o INPA como seu parceiro estratégico. Os interesses coincidentes do então Governador do Estado, Geraldo Gurgel de Mesquita, e do Diretor do INPA à época, Dr. Warwick Kerr, resultaram na doação, em 1978, de uma área com aproximadamente uma hectare para a futura instalação do Núcleo de Pesquisa do INPA no Acre.

Após a reforma do prédio existente no local, que originalmente serviu como estação de passageiros do primeiro aeroporto da cidade de Rio Branco, o Núcleo do INPA foi inaugurado em maio de 1979, com a presença significativa de autoridades e da comunidade científica local.

Para o início de suas ações no Acre, o INPA contratou um administrador, um motorista e um auxiliar administrativo. A coordenação do Núcleo ficou a cargo do pesquisador Francisco Antonio de Oliveira Pita, que havia sido transferido do Núcleo de Pesquisas do INPA em Aripuanã - MT. Antonio Pita foi sucedido na coordenação do Núcleo pelo pesquisador Peter Weigel.

 

Articulações institucionais e primeiras ações de pesquisa e extensão

No princípio de sua atuação no Acre, o INPA manteve um forte vínculo com instituições ligadas ao Governo do Estado. Esta parceria não se consolidou da forma esperada em função das constantes mudanças nas prioridades político-administrativas do Estado ocorridas a partir de meados dos anos 80 e que resultaram na criação, por parte do governo local, de sua própria instituição de pesquisa, a Fundação de Tecnologia do Acre - FUNTAC.

Muito embora o INPA tenha tido papel importante na consolidação da FUNTAC, a parceria institucional mais estável e frutífera do INPA no Acre foi estabelecida com a UFAC. O Núcleo do Acre foi um dos principais responsáveis pela criação, no início dos anos 80, do Parque Zoobotânico da UFAC. Na mesma época, técnicos e pesquisadores do INPA do Acre e da sede em Manaus, contribuíram de forma decisiva para a instalação do maior e mais importante experimento de reflorestamento já realizado no Acre, o projeto 'Arboreto'. A maioria das 138 diferentes espécies de plantas nativas incluídas no referido experimento foi coletada durante a execução do projeto 'Fruticultura tropical do estado do Acre', que contou com o apoio do Programa Polamazônia.

Entre o final dos anos 70 e meados dos anos 80 o INPA-ACRE desenvolveu basicamente projetos de extensão na área de fruticultura. O primeiro deles, em conjunto com o Banco do Estado do Acre (Banacre), objetivou a introdução, em áreas de pequenos agricultores, de dez espécies de frutífera nativas que eram pesquisadas pela Coordenação de Agronomia na sede do Instituto em Manaus. Apesar da equipe técnica reduzida, o reforço da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural - EMATER-Acre ajudou o projeto a atingir alguns dos objetivos inicialmente propostos. O mais importante deles foi a introdução e consolidação do cultivo da pupunha (Bactris gasipaes) em bases comerciais no Estado do Acre.

Diante do sucesso e do crescente interesse pela fruticultura tropical no Acre, o INPA, em conjunto com a Universidade Federal do Acre e a EMATER, coordenou a execução do projeto 'Fruticultura tropical do estado do Acre'. Este projeto permitiu a realização de numerosas excursões de coleta de frutos e sementes de espécies frutíferas nativas por todo o Estado, bem como um detalhado levantamento dos usos dessas espécies, muitas delas medicinais.

 

Expansão do quadro de pessoal, pesquisas e extensão até meados dos anos 90

Por volta de 1988, o quadro de pessoal lotado no Núcleo do Acre era formado por quatro pesquisadores (graduados), um técnico agrícola, um técnico de laboratório, um auxiliar-técnico de campo, um motorista e dois auxiliares administrativos.

Na época o Instituto não possuía planejamento estratégico e as ações de extensão e pesquisa desenvolvidas localmente eram quase sempre dissociadas daquelas executadas na sede. Essa falta de integração fez com que o Núcleo, mesmo com um grupo heterogêneo sob o ponto de vista técnico, trilhasse caminhos muito divergentes dos observados na sede em Manaus. Isso aconteceu em parte porque na época a crise no setor público brasileiro tinha atingido o seu auge e a sobrevivência do INPA no âmbito do MCT esteve ameaçada. Esta crise institucional tornou a manutenção do Núcleo do Acre extremamente problemática para a administração do Instituto.

Apesar da crise, o contexto local de fronteira agrícola levou a equipe do Núcleo a continuar o desenvolvimento de ações predominantemente de extensão junto a pequenos agricultores do Estado. Uma forte parceria foi estabelecida com o Grupo de Pesquisas e Extensão do Acre - PESACRE para o desenvolvimento de ações de extensão, dentre as quais a implantação do cultivo da pupunha para a extração de palmito junto aos produtores do Projeto RECA foi a mais importante.

 

A centralização das ações do Instituto e os reflexos no Núcleo do Acre

A implementação do primeiro planejamento estratégico do INPA, no início dos anos 90, durante a administração do Dr. José Seixas Lourenço, deixou claro que a manutenção de Núcleos de Pesquisa não era prioridade para a instituição. Os administradores da época continuaram a priorizar as ações na sede e prevaleceu a idéia de que para atuar em outros Estados da Amazônia, estes deveriam providenciar pessoal, recursos financeiros e estrutura para que o INPA realizasse as ações. Esse foi um erro estratégico, pois à época outras instituições de C&T, notadamente a EMBRAPA, ampliaram seu campo de atuação, fortalecendo suas unidades descentralizadas.

O Núcleo do INPA no Acre foi formalmente excluído do organograma administrativo do INPA no final de 1994. Para continuar a atuar no Estado foi firmado um convênio de cooperação com a UFAC, que passou a abrigar o pessoal do INPA. Desde então, os técnicos e pesquisadores do INPA no Acre passaram a desenvolver ações de pesquisa e extensão em conjunto com técnicos e pesquisadores do Parque Zoobotânico da UFAC.

 

A capacitação do quadro de pesquisadores do Núcleo

A capacitação do pessoal do INPA-ACRE teve início no final dos anos 80: José Vicente da Silva, agrônomo, concluiu mestrado em entomologia no INPA, 1991. João Lopes Firmino, biólogo, concluiu mestrado em tecnologia de Sementes na Universidade Federal de Pelotas em 1994. Alexandre Pereira de Bakker, engenheiro florestal, concluiu mestrado na área de solos na Universidade Federal do Ceará em 1994, e Doutorado na área de solos na University of Kagoshima (Japão) em 2004. Este servidor foi redistribuído em 2007 para o Instituto do Semi-Árido/MCT. José Antonio Scarcello, agrônomo, concluiu mestrado na área de geoquímica na Universidade Federal Fluminense em 1994. Este servidor foi transferido em 1997 - caráter permanente - para o IBGE. Evandro José Linhares Ferreira, agrônomo, concluiu mestrado em botânica no Lehman College/CUNY (USA), em 1997, e doutorado em botânica na City University of New York, em 2001. Francisco Rildo Cartaxo Nobre, agrônomo, concluiu mestrado na área de sistemas agroflorestais na University of Florida (USA) em 1997. [Falecido em 2007].

 

A retomada das ações regionalizadas a partir de 2005

A partir de 2005 a direção do INPA retomou a política de regionalização da ação do instituto. Mesmo não estando formalizado no organograma administrativo, foram feitos esforços para estruturar o Núcleo do Acre e uma nova sede foi construída (infelizmente não concluída em razão da falência da empresa construtora). Em 2006, a nova administração do INPA priorizou esta retomada. Em conjunto com todos os Núcleos (Acre, Rondônia e Roraima) foi articulada uma estratégia de reestruturação e revitalização das ações. Em 2008 o MCT patrocinou a realização de um workshop no Acre para identificar demandas em C&T, definir as linhas de atuação e planejar as ações futuras do Núcleo do INPA no Acre. Uma das consequências desse workshop foi a designação de um responsável pelo Núcleo. Além disso, o MCT e o INPA disponibilizaram recursos de seus orçamentos para apoiar a retomada das ações locais. Os recursos estão sendo investidos na conclusão da sede do Núcleo, compra de materiais permamentes e de consumo, e no apoio a algumas ações de pesquisa, extensão e divulgação dos resultados de pesquisa do pessoal lotado no Núcleo.

 

Produção científica, técnica e extensão do Núcleo (equipe atual)

Dissertação de mestrado 6
Teses de doutorado 2
Cursos de especialização 4
Artigos completos publicados em revistas científicas 25
Livros publicados 1
Capítulos de livros 3
Resumos expandidos publicados em Anais de Congressos 18
Resumos simples publicados em Anais de Congressos 47
Textos publicados em jornais e revistas 9
Guias e cartilhas 75
Relatório técnico 2
Cursos técnicos ministrados 2
CDs de conteúdo 6
Orientações de mestrado 1
Orientação de cursos de especialização 2
Orientação de monografias de conclusão de cursos 8
Orientação de iniciação científica 21
Total 260

 

 

Ações (projetos do núcleo) - Em breve lista de projetos

 

 

Lista dos servidores, bolsistas e colaboradores do Núcleo:

. Dr. Evandro José Linhares Ferreira, Pesquisador - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. MSc. João Lopes Firmino, Tecnologista - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. MSc. José Vicente da Silva, Pesquisador - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. João Bosco Nogueira de Queiroz, Técnico - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. José de Ribamar Bandeira, Técnico - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Manoel Julião de Souza Neto, Administrativo - juliãO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Mayra Rodrigues, Bolsista Gestão - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Ednéia Araújo dos Santos, Bolsista PIBIC - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Simone Pereira da Silva, Bolsista PIBIC - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Cleison Costa de Mendonça - cleisoncmendonçO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Vânia Silva Soares, Estagiária voluntária - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
. Lucélia Rodrigues dos Santos, Estagiária voluntária - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Endereço do Núcleo e contato do responsável

End.: Núcleo de Pesquisas do Acre (INPA/NPAC)
Estrada Dias Martins s/n, Parque Zoobotânico da UFAC
Bairro Distrito Industrial
CEP 69911-845 Rio Branco - Acre
Tel/fax: 0xx-68-3901-2690
Responsável Pelo Núcleo: Evandro J. L. Ferreira
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Fim do conteúdo da página