Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Sobre a Extensão
Início do conteúdo da página

Sobre a Extensão no INPA

Última atualização em Sexta, 08 de Setembro de 2017, 17h17 | Acessos: 5989

 

A Coordenação de Extensão foi criada em 1994 e desenvolve um importante trabalho no sentido de promover a integração entre a comunidade do INPA e a sociedade, cumprindo a sua função social.

Tem como objetivo articular grupos sociais para a realização de atividades integradas, numa ação de caráter social e coletiva em ciência e tecnologia, e prestar serviços às comunidades, através de processo educativo amplo e gerador da capacidade de organização e mobilização da população na solução de seus problemas.

Promove a viabilização e a operacionalização de práticas participativas e representativas dos interesses das comunidades regionais, através de duas linhas de atuação: disponibilização de informação científica, cultural e serviços comunitários e promoção e participação no desenvolvimento sustentado de comunidades urbanas e rurais.

A operacionalização das linhas de atuação é efetivada através de propostas e projetos de extensão, aprovados pelo Conselho de Extensão CEXT, composto por pesquisadores e representantes de entidades e organizações populares e trabalhadores, sob atuação: 

  • das Divisões de Desenvolvimento Comunitário(DIDC)
  • do Bosque da Ciência
  • da Coordenação de Extensão Tecnológica e Inovação(COETI), sendo esta coordenação que implementa e mantém a política institucional de estímulo à proteção das criações, patentes, licenciamento, inovação, incubadora de empresas e outras formas de transferência de tecnologia.

 

  • promover a extensão de conhecimentos e tecnologias geradas pelo Instituto;
  • identificar junto a sociedade, a necessidade de conhecimentos e tecnologias que possam ser atendidas pelo Instituto;
  • propor programas, planos de trabalho e propostas de convênio, contratos e ajustes, na sua área de competência;
  • formular as propostas de políticas e diretrizes para o desenvolvimento das atividades na sua área de competência;
  • viabilizar a execução De programas e projetos de extensão;
  • coordenar as estimativas de necessidades de pessoal e material, correspondentes à execução dos programas, projetos e atividades, sob supervisão funcional ou de responsabilidade da unidade.

  • Seminários da Amazônia;
  • Comunidade no Bosque da Ciência;
  • Museu da Casa da Ciência;
  • Exposições no Paiol da Cultura;
  • Manutenção da Fauna e Flora no Bosque da Ciência;
  • Interligação entre setor produtivo e a Pesquisa;
  • Editoração e Distribuição de material científico e cultural;
  • Oficinas de Trabalho para implementação de Serviços Comunitários;
  • Ambiente e Educação Solidária;
  • Sustentabilidade Comunitária;
  • Formação e Capacitação Comunitária;
  • Desenvolvimento Participativo e Interação com Povos Indígenas;
  • Metodologias de Participação em Políticas Públicas;
  • Incubadoras de Negócios comunitários;
  • Interiorização da Pesquisa institucional para comunidades rurais (agricultores familiares) e urbanas.

 

 

 

  

 

 

 

Fim do conteúdo da página