Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Reservas e Estações
Início do conteúdo da página

Reservas, Estações Experimentais, Flutuantes e Bases de Pesquisas do INPA

Última atualização em Segunda, 15 de Fevereiro de 2016, 11h30 | Acessos: 12301

 

A Divisão de Suporte às Estações e Reservas - DSER - pertence à estrutura organizacional do INPA desde 1998 - criada através da Portaria 406/98. De modo geral, a DSER é responsável pela manutenção e gerenciamento das Reservas, Estações, Flutuantes e Bases de pesquisas do Inpa.

Contando hoje com um total de 15 áreas de pesquisas: 07 reservas, 04 estações experimentais, 02 flutuantes e 02 bases de apoio. Totalizando 53.280 mil hectares.

 

 

Reservas do INPA

Reserva Florestal Adolpho Ducke (APA)

Localizada no Km 26 da Estrada Manaus-Itacoatiara (AM-010), esta reserva tem 10.072 ha e serve como suporte para todos os segmentos das pesquisas do Inpa e de outras instituições nacionais e internacionais. Por ser uma reserva típica de mata terra firme, vem sofrendo ultimamente, uma grande pressão antrópica devido o seu contato com a mancha urbana de Manaus. Atualmente a Reserva Ducke faz parte da Área de Proteção Ambiental Adolpho Ducke, criada através do Decreto 1502, de 27 de março de 2012.

 

Reserva Do Cuieiras (APA ME Rio Negro Setor Sul)

Situa-se na Área de Preservação Ambiental ME Rio Negro – Setor Sul – Rio Cuieiras. Nessa reserva, através de uma cooperação com a Agência de Cooperação Internacional Japonesa – JICA, encontra-se o projeto Museu na Floresta.

A Reserva encontra-se a aproximadamente 80 km ao norte de Manaus e compreende cerca de 10 mil ha. Trata-se de uma área não perturbada, com vegetação primária de terras baixas e abriga a Bacia do Igarapé Asu. Esta área destina-se as pesquisas puramente ecológicas e botânicas.

 

Reserva de Campina

Situada no Km 45 da Rodovia BR-174, Manaus/Boa Vista, com 900 ha. É de tamanho relativamente pequeno, abriga nas proximidades de Manaus um ecossistema típico de Campina. Este tipo de formação vegetal arbustiva-arbórea-graminóide difere bastante das imponentes florestas amazônicas. É localizado sobre um solo podzólico, sendo este ecossistema representativo da área de influência do Rio Negro. Por este motivo, torna-se importante a segurança nesta reserva, devido as peculiaridades biológicas e sua proximidade com os limites da cidade de Manaus e fazendas circunvizinhas.

 

Reserva Florestal Walter Egler

Situada no Km 64 da AM-010, possui 800 ha. Também em floresta de terra firme. Os estudos ali desenvolvidos foram específicos sem preocupação com enfoque multidisciplinar. Atualmente, está sendo implantado um projeto de Piscicultura no o local.

 

Reserva do Uatumã - (RDS) - Projeto ATTO

A partir de 2012, o INPA passou a utilizar, efetiva e legalmente, a RDS Uatumã, situada à margem direita do Rio Jatapu, município de Urucará-Am, com um perímetro de 598.150m, sendo a área do INPA de 245 ha. Dentre os estudos realizados, destaca-se o de Monitoramento regional contínuo de longo prazo de gases de efeito estufa na Amazônia com o uso de torre alta (325 m).

 

Reserva Florestal ZF-3 (Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE)

Localizada no km 62 da BR-174, no km 41 da vicinal ZF-3. Na ZF-3, a área de estudo de 1.000 km2 inclui um total de 11 fragmentos florestais e 12 reservas de florestas contínuas que variam de 1 a 100 ha localizados nas fazendas e cercados de extensivas áreas de floresta intacta utilizadas como parcelas-controle. Nessas áreas são mantidos sete acampamentos com infraestrutura completa (estrada, alojamentos com geradores, bomba d´água e radiocomunicação), para a realização de pesquisas e permanência de pesquisadores. Dentre as pesquisas realizadas no local, pode-se citar: Efeitos de Fragmentação sobre a Flora, Processos Ecológicos e Processos Abióticos; Efeitos de Fragmentação sobre a Estrutura Dinâmica Florestal; Impactos Humanos, Regeneração Florestal e Recuperação de Áreas Degradadas; Respostas da Fauna à Fragmentação; História Natural e Ecologia Tropical Básica. Ao longo da ZF-03 há também iniciativas de pesquisa do Programa LBA; TEAM; PPBio e de dois Institutos Nacionais (CNPq/FAPEAM) vinculados diretamente ao INPA.

 

Reserva Florestal de Ouro Preto de Oeste

Situada em meio a mancha urbana da cidade de Ouro Preto do Oeste, originária da fronteira agrícola de Rondônia, esta reserva possui 138 ha. É testemunha da vegetação original da região.

 

Estações Experimentais

Estação Experimental de Silvicultura Tropical

Situada no Km 43 da BR-174, possui 21.000 ha. Juntamente com a Reserva Ducke, é a área onde maior número de estudos ecológicos tem sido realizado, sendo uma área de demonstração do sistema de manejo florestal sustentado proposta pelo Instituto que objetivam a produção florestal sustentada e os conhecimentos essenciais para a recuperação de áreas degradadas na região. Na Estação de Silvicultura estão instalados os experimentos de silvicultura mais antigos da Amazônia. As espécies são estudadas quanto ao crescimento em diferentes condições de plantio, de solo e eventual ocorrência de pragas ou doenças e o respectivo controle.

 

Estação Experimental Dr. Alejo Von Der Pahlen – Hortaliças

Localizada na AM-010, Km14, possui uma área de 10 ha. Em terra firme. Nessa estação as pesquisas são essencialmente com conservação de hortaliças regionais e melhoramento genético.

 

Estação Experimental do Ariaú

Localizada no município de Iranduba, a 30 Km de Manaus, estação típica de área alagáveis (várzea) possui 100 há. Os trabalhos são essencialmente desenvolvidos com hortaliças anuais e espécies frutíferas de várzea. Nesta Estação possuem ensaios de Camu-Camu arbustibo (Myrciaria dubia) e Camu-Camu arbóreo (Myrciaria floribunda), cultivados em várzea alta do Rio Solimões, Iranduba/AM".

 

Estação Experimental de Fruticultura Tropical

Vizinha à Estação Experimental de Silvicultura Tropical, mantém um banco de germoplasma de frutos tropicais em seus 50 há, com os seguintes experimentos e coleções de plantas: Coleção de pupunheira para o palmito - 3 há, Coleção de Camu-Camu para terra firme - 4 há, Experimento de palmito para produção de palmito e Experimento de seleção de plantas matriz de Camu-Camu.

 

Bases de Pesquisas

Base de Pesquisa do Programa LBA/INPA - ZF2

A Base de Pesquisa do LBA fica localizada no km 34 da estrada ZF-2 que, por sua vez, inicia-se à esquerda da BR-174 (Manaus Boa Vista). Formalmente, a Base faz parte da Reserva do Cuieiras do INPA, situada a 80 km ao norte de Manaus-AM.

Na base de estudo do Programa INPA/LBA, realiza pesquisas científicas com química da atmosfera e fluxo de gases, comparando clima e floresta, além dos trabalhos com hidrologia e biodiversidade.

Na altura do Km 14 e Km 34 dessa vicinal, existe duas torres de pesquisas, toda instrumentada, onde são realizados estudos sobre o clima e a floresta através de análise de gases da atmosfera.

 

Base do Manejo Florestal - ZF2

Floresta tropical úmida de terra firme, estrada-vicinal ZF-2, dentro da Estação Experimental de Silvicultura Tropical. A Base encontra-se a aproximadamente a 50 km ao norte de Manaus compreende uma área não perturbada, com vegetação primária de terras baixas e abriga a Bacia do Igarapé Asu a 02º 36’ 32,67’’ S e 60º 12’ 33,48 O’’. Dos 21 mil ha pertencentes ao INPA, mais de 2 mil hectares são ocupado pela Base do Manejo Florestal, onde são desenvolvidos trabalhos de pesquisa em transectos N-S (km-34) e L-O (km-30), um grande quadrado (km-19), e as áreas do blowdown ao longo do Km 14 ao Km 45 da ZF-2. Localizada na BR 174 km 50, vicinal ZF-2 Km 23, A Base também é utilizada como suporte para vários segmentos de pesquisas do Instituto.

        

Na área de ensino em nível de pós-graduação, a Base tem servido para o desenvolvimento de dissertações e teses não só de alunos vinculados ao Laboratório de Manejo Florestal - LMF, como também de outros laboratórios e até mesmo de outras instituições.

 

Bases Flutuantes

Base de Apoio Flutuante Tarumã

Localizado na Estrada da Ponta Negra, Marina do Davi. Serve como suporte para as atividade de pesquisa no meio aquático. A infraestrutura conta alojamentos, barcos e motores de popa.

 

Base de Apoio Flutuante Catalão

Situa-se na Comunidade Nossa Senhora de Aparecida, no município de Iranduba, no Lago do Catalão. Também funciona como suporte para várias atividades relacionadas a água, conta com equipamentos e transporte marítimo.

Fim do conteúdo da página