Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Fapeam divulga no Inpa programa Centelha de incentivo ao empreendedorismo inovador
Início do conteúdo da página
Notícias

Fapeam divulga no Inpa programa Centelha de incentivo ao empreendedorismo inovador

  • Publicado: Quinta, 16 de Maio de 2019, 16h42
  • Última atualização em Sexta, 17 de Maio de 2019, 09h55

O edital do programa nacional deve ser lançado no dia 03 de junho deste ano. http://www.programacentelha.com.br/

 

Por Cimone Barros (texto e fotos) – Inpa

 

Iniciativa de incentivo ao empreendedorismo inovador, transformando ideias inovadoras em empreendimentos de sucesso. Este é o Programa Centelha que foi apresentado nesta quinta-feira (16) pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) à Direção e Coordenações do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), na sede do Instituto.

 

O programa nacional é uma ação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e operado pela Fundação Certi.

programa nacional. foto diretora inpa.

 

Executado no Amazonas pela Fapeam, o Centelha deverá ter um investimento no Estado de R$ 1,8 milhão, com a expectativa de gerar ao fim do processo 28 novas statups (empresas inovadoras). O recurso financeiro será via subvenção. No Brasil, 21 estados aderiram ao programa (as Faps entraram com contrapartida financeira junto à Finep). Desses, dois são da região Norte: Amazonas e Amapá.

 

Conforme a Fapeam, um diferencial do Centelha é a mobilização e divulgação do programa para as instituições parceiras antes do lançamento do edital, previsto para 03 de junho. O Edital contemplará várias áreas de atuação, como saúde e educação, mas a Fundação entende que a vocação do Estado é nas áreas de bioeconomia e biotecnologia. Outro diferencial é a possibilidade do candidato se capacitar, de forma online, a cada fase do processo de seleção, e de ter o suporte para alavancar o negócio.

 

O Inpa participa desde a concepção da proposta e será um parceiro do programa, para dar apoio e suporte à edição regional do Centelha. “Este é um programa muito importante e o Inpa vai começar a divulgar para os pesquisadores e estudantes de pós-graduação a fim de estimular o interesse dos jovens de criar, produzir e inovar”, disse a diretora do Inpa, a pesquisadora Antonia Franco.

 

O programa foi apresentado pela diretora técnico-científica da Fapeam, Marne Vasconcelos, e a assessora regional do programa, Kátia Tomé. De acordo com a Fapeam, podem participar do programa pessoas físicas que atendam as exigências do edital ou empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões, criadas e formalizadas a partir do programa ou com até 12 meses de criação da empresa, contando a partir do lançamento do edital.

programa nacional. foto diretora inpa.

 

“Essa visita busca incentivar o potencial que o Inpa tem, mas também estamos visitando outros parceiros de diversas áreas, que são institutos, faculdades, Sistema S, e fazer com que eles abracem a causa da inovação, do empreendedorismo para alavancar não só no Amazonas mas também no Brasil”, destacou Vasconcelos.

 

Para a coordenadora de Extensão do Inpa, a pesquisadora Rita Mesquita, o programa vem num momento oportuno, no qual o Inpa está sendo cada vez mais demandado como uma Instituição geradora de conhecimentos primários novos, o tempo todo.

programa nacional. foto diretora inpa.

 

“E é nossa obrigação estimular o ambiente de inovação e atrair jovens empreendedores, empreendedores que, por sinal, formamos o tempo inteiro com os nossos programas de pós-graduação que atuam diretamente com manejo, exploração e com o desenvolvimento regional, totalmente ligado à bioeconomia e à biodiversidade da região”, destacou Mesquita.

registrado em:
Fim do conteúdo da página
Experimente o novo WEBMAIL do INPA.